A Mentalidade

O objetivo do sistema CCO™ é enfatizar o tratamento focado na finalização dos casos, permitindo atingir resultados planejados com antecedência. Uma excelente mecânica de tratamento deve permitir que o ortodontista execute o tratamento ideal na maioria dos pacientes, da maneira mais simples e eficiente, maximizando um fator frequentemente negligenciado: o tempo.

*Casos detalhados completos podem ser vistos no Manual CCO

Se você tiver interesse em conhecer melhor o Sistema CCO,
visite nosso site e faça o download de nosso sumário gratuito do capítulo 1,
Princípios e Manual Técnico

A Mecânica

A prescrição CCO foi desenvolvida para aproveitar completamente a vantagem da interação entre bráquete e arco ortodôntico, através de clipes interativo e fios modernos para que se possa atingir a posição ideal dos dentes no final do tratamento. A prescrição CCO mostra como melhorar a eficiência e o controle para obtenção de resultados previsíveis.

Estudo de Caso 1 • Duração do tratamento: 15 meses (tratado pelo Dr. Secchi)

Mulher de 20 anos de idade com mordida aberta anterior e mordida cruzada posterior unilateral. Foi utilizada uma combinação de bráquetes In-Ovation C e In-Ovation R para nivelar e alinhar, para aplainar o plano oclusal e coordenar os arcos.

As fotos intraorais iniciais mostram a mordida aberta anterior e a mordida cruzada unilateral posterior do lado esquerdo. Observe como o plano oclusal do maxilar diverge do plano oclusal mandibular.

In-Ovation C no arco superior e R no arco inferior, ambos com arcos .014” Sentalloy. O alinhamento inicial foi realizado em 6 meses por meio de uma sequência de dois arcos ortodônticos: .014” Sentalloy e .020”x.020” BioForce. A mordida cruzada posterior foi corrigida com uma barra transpalatina.

Caso concluído. Classe I de molares e caninos foi alcançada assim como normalizados overjet e overbite. Ambos os arcos maxilar e mandibular são coordenados para a obtenção do overjet ótimo de segundo molar à segundo molar.

Estudo de Caso 2 • Duração do tratamento: 20 meses (tratado pelo Dr. Secchi)

Menino de 14 anos de idade com canino em infra-vestíbulo versão, relação molar alterada e desvio de linha média. In-Ovation ‘R’ foi usado com extrações dos primeiros pré-molares superiores e segundos pré-molares inferiores. Foi utilizada uma mecânica de ancoragem mínima.

As fotos intraorais iniciais mostram o canino maxilar direito posicionado ectopicamente, a relação de molares e caninos em Classe II e linha média dentária superior desviada para a direita.

Bráquetes In Ovation R nas arcadas superior e inferior com arcos .014”Sentalloy. O alinhamento inicial foi realizado em 7 meses por meio de uma sequência de três arcos ortodônticos: .014” Sentalloy .018” Sentalloy .020”x.020” BioForce.

Caso concluído. Intercuspidação adequada, molares e caninos em relação de Classe I com sobressaliência e sobremordida apropriadas. Uma mecânica de ancoragem mínima permitiu a manutenção da inclinação dos incisivos superiores e inferiores durante a protração dos molares inferiores para uma relação de classe I.

Estudo de Caso 3 • Duração do tratamento: 30 meses (tratado pelo Dr. Secchi)

Menina de 12 anos de idade com mordida profunda, caninos em classe II e apinhamento dentário. Foram utilizados bráquetes In-Ovation R para nivelamento e alinhamento, alinhamento do plano oclusal maxilar e mandibular e promoção do torque adequado aos incisivos superiores. Elásticos curtos de classe II foram usados no estágio de trabalho.

As fotos intraorais iniciais mostram a gravidade da mordida profunda, a mordida cruzada vestibular do lado direito e caninos em relação de Classe II. Observe a falta de inclinação dos incisivos superiores. Para nivelar o plano oclusal mandibular, deve-se obter uma inclinação apropriada dos incisores superiores.

Em razão da mordida profunda severa, o arco superior recebeu bráquetes In Ovation R e arco .014” Sentalloy para nivelar, alinhar e proclinar os incisivos superiores a fim de criar espaço para nivelar e alinhar o arco inferior. O Estágio 2 incorporou fios de Aço Inoxidável de .019” x .025” superior e inferior, arco ortodôntico inferior com curva reversa de Spee e elásticos curtos de classe II.

Caso concluído. Observe a intercuspidação adequada, molar e canino de classe I e sobressaliência e sobremordida apropriadas.